Linha Matéria-prima

ESPECIALIDADES BRASILEIRAS
ESPECIALIDADES BRASILEIRAS
ÓLEOS BIOATIVOS
ÓLEOS BIOATIVOS
ÓLEOS TRADICIONAIS
ÓLEOS TRADICIONAIS

Newsletter

Informativos

Óleo de Gergelim

 

Visualize a ficha técnica em PDF
É um óleo de uso milenar, pois foi um dos primeiros usado pelo homem por suas propriedades curativas. A medicina Ayurveda atribui a ele propriedades antibacterianas e antipatógenos de pele, como fungos causadores de caspa, pé-de-atleta e psoríase. Alguns trabalhos recentes indicam que o óleo de gergelim tem propriedades antioxidante e inibidora do crescimento de células cancerosas.

 

FICHA TÉCNICA

 

INCI: Sesamum indicum oil
PARTE DA PLANTA UTILIZADA: sementes selecionadas
MÉTODO DE EXTRAÇÃO: prensagem a frio
ENVASE E EMBALAGEM: ‘sparging’ com gás nitrogênio em PEAD (5L) ou frasco de vidro âmbar (1L)

PROPRIEDADES: É um excelente emoliente, penetra na pele rapidamente protegendo-a do ressecamento e tornando-a macia e elástica. Rico em ácido linoléico (ômega 6), o óleo de gergelim, pode inibir seletivamente o crescimento de melanomas malignos quando aplicado frequentemente na pele humana; também é capaz de inibir o crescimento de outras células cancerosas em ensaios in vitro. Se ingerido regularmente, o óleo de gergelim diminui a pressão sanguínea e aumenta o, status antioxidativo em pacientes hipertensos e pode inclusive apresentar efeito protetor contra isquemia cerebral.
 

USO COSMÉTICO / FARMACÊUTICO: pode ser aplicado puro como óleo de massagem ou consumido
como azeite. Em formulações, pode ser usado em qualquer concentração.
 

COMPOSIÇÃO EM ÁCIDOS GRAXOS (%)

Ácidos graxos

%

C16:0) Palmítico

7-12

(C16:1) Palmitoléico – ômega 7

0-0,5

(C18:0) Esteárico

3,5-6,0

(C18:1) Oléico – ômega 9

35-50

(C18:2) Linoléico – ômega 6

35-50

(C18:3) Linolênico – ômega 3

0-1,0

(C20:1) Eicosânico

0-1,0


DADOS FÍSICO-QUÍMICOS

Parâmetro

Referência

aparência

Baixa viscosidade

cor

amarelo claro

odor

característico

índice de acidez (mg KOH/g)

máx 4,0*

peróxido (meq/kg)

máx 15*

umidade

0%

*Valores de referência para óleos prensados a frio e
não refinados conforme RDC 270 de 22 de setembro
de 2005 (ANVISA).


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
1. Smith, D.E.; Salerno, J.W. 1992. Selective growth inhibition of a human malignant melanoma cell line by sesame oil in vitro. Prostaglandins, Leukotrienes and Essential Fatty Acids, 46: 145-150.
2. Salerno, J.W.; Smith, D.E. 1991. The Use of Sesame Oil and Other Vegetable Oils in the Inhibition of Human Colon Cancer Growth in vitro. Anticancer Research 11: 209-216.
3. Sankar, D.; Rao, M.R.; Sambandam, G.; Pugalendid, K.V. 2006. Effect of Sesame Oil on Diuretics or ß blockers in the Modulation of Blood Pressure, Anthropometry, Lipid Profile, and Redox Status. The Yale
Journal of Biology and Medicine, 79: 19-26.
4. Ahmad, S.; Yousuf , S.; Ishrat, T. Khan, M.B.; Bhatia, K.; Fazli, I.S.; Khan, J.S.; Ansari, N.H.; Islam, F. 2006.; Effect of dietary sesame oil as antioxidant on brain hippocampus of rat in focal cerebral ischemia. Life Sciences, 79: 1921-1928.

RSS E-mail Print Comentar